Pesquisar este blog

Páginas

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Novidades!

Artigo: Patrimônio Cultural: revitalização
Artesanato: A arte de todos. Um pouco de cada artesão e suas peças
Receita: Peixe assado com farofa de banana e creme de pupunha. Delicioso!
Dicas:
Sabores Inigualáveis
No Restaurante Perequim você pode saborear massas e pizzas com boas opções de coberturas.
A casa tem um clima informal, com decoração no estilo das cantinas italianas e com uma vista para a praia do Cruzeiro que é um presente.
Foto do site do Restaurante Perequim
A cozinha é comandada pelo proprietário João Bianchi que rege sua equipe com maestria. A casa se destaca pela qualidade dos pratos e do atendimento hospitaleiro, e ainda, pela carta de vinhos com mais de 100 rótulos e de cerveja, que conta com mais de 60 marcas nacionais e importadas.
Foto do site do Restaurante Perequim
Vale a pena aguardar na fila, que se forma nos finais de semana e feriados, porque a satisfação é garantida.
Foto do site do Restaurante Perequim
Aproveite para provar as deliciosas pizzas e massas da casa, feitas especialmente para você.
E todo dia 29 de cada mês têm o tradicional gnochi, da sorte, um verdadeiro encontro entre amigos. Venha fazer parte...
Perequim Restaurante e Pizzaria
Rua Guarani, 385 - Ubatuba - SP
Fone: (12) 3832-1354

Show Mix
Formado por artistas da 1ª. Trupe e do GATU – Grupo Artístico e Teatral de Ubatuba, o Show Mix é um espetáculo de variedades, com atrações circenses e teatrais. Números aéreos, acrobacias, cenas de palhaços, poemas e cenas teatrais cômicas compõe seu repertório. A personagem Graça Piegas é a apresentadora do show.
Todas as quintas-feiras, às 20h00minh, no Sobradão do Porto.
Vale a pena conferir!
Direção de Heyttor Barsalini e Michele Mozena.
Temporada nos meses de outubro e novembro.
Ingressos apenas - R$ 1,99 (preço único).
Agende sua escola: Fone: (12) 3833 7000
Imagem Carlos Henrique





sábado, 23 de outubro de 2010

Estamos mudando o blog.

Em breve teremos novos artigos e muitas novidades.

domingo, 10 de outubro de 2010

Cultura Caiçara – comunidade, globalização e revitalização
Entende-se por caiçaras aquelas comunidades formadas pela mescla étnica, cultural dos indígenas, dos colonizadores portugueses e, em menor grau, dos escravos africanos. Os caiçaras apresentam uma forma de vida baseada em atividades de agricultura itinerante, da pequena pesca, do extrativismo vegetal e do artesanato. Alguns consideram que as comunidades caiçaras se formaram nos interstícios dos grandes ciclos econômicos do período colonial, fortalecendo-se quando essas atividades voltadas para a exportação entraram em declínio. A decadência dessas atividades; principalmente as agrícolas, incentivaram as atividades de pesca e coleta em ambientes aquáticos, principalmente os de água salobra, como estuários e lagunas. No interior desse espaço caiçara surgiram cidades como Parati, Santos, São Vicente, Iguape, Ubatuba, Ilhabela, São Sebastião, entre outras, que em vários momentos da história colonial funcionaram como importantes centros exportadores.
As comunidades caiçaras sempre mantiveram com essas cidades, em maior ou menor intensidade, contatos e intercâmbio econômico e social, também dependendo delas para o aprovisionamento de bens não produzidos nos sítios e nas praias. As comunidades caiçaras passaram a chamar a atenção de pesquisadores e de órgãos governamentais, mais recentemente, em virtude das ameaças cada vez maiores à sua sobrevivência material e cultural e pela contribuição histórica que essas populações têm dado à conservação da biodiversidade, por meio do conhecimento sobre a fauna e a flora e os sistemas tradicionais de manejo dos recursos naturais de que dispõem.
Essas comunidades encontram-se hoje ameaçadas em sua sobrevivência física e material por uma série de processos e fatores. Uma das ameaças a essas comunidades e ao exercício de suas atividades tradicionais se iniciou com a especulação imobiliária, que retirou parte dos caiçaras de suas posses nas praias, obrigando-os a mudarem para as regiões de sertões, onde hoje se encontram a maioria dos caiçaras. Essa mudança provocou outras transformações no modo de vida do caiçara, dificultando a atividade pesqueira, obrigando-o a trabalhar como pedreiro, por exemplo, na construção de casas de veraneio, que estavam sendo construídas de forma constante.
O turismo de massa, que despontava no litoral norte do estado de São Paulo, contribuiu para a desorganização das atividades tradicionais, criando uma nova estação ou safra nos meses do verão, quando muitos caiçaras se transformam em prestadores de serviços. As áreas naturais protegidas, também influenciaram esse processo de desorganização da cultura caiçara, essa transformação de seu espaço de reprodução material e social em parques e reservas naturais resultou em graves limitações a suas atividades tradicionais de agricultura itinerante, caça, pesca e extrativismo, contribuindo para a emergência de conflitos com os administradores dessas unidades de conservação e para uma migração ainda maior para as áreas urbanas, onde os caiçaras expulsos de seus territórios passaram a viver em áreas de sertão, e foram “pré-destinados” ao desemprego ou ao subemprego.
Ainda, hoje o caiçara extrai da natureza seu sustento, seja através da pesca ou da agricultura itinerante. Das matas são retirados cipós, frutos, flores, que são utilizados para uso doméstico ou comercial, através dos recursos florestais são fabricados equipamentos de pesca, instrumentos para lida na lavoura, e o artesanato. Alguns desses equipamentos e instrumentos são fabricados pelos homens, ao passo que outros itens, que incluem cestarias, cerâmicas, remédios caseiros, são, em grande parte, responsabilidade feminina.
A globalização trouxe a massificação, onde todos seguem um único padrão cultural. Este aspecto pode favorecer a valorização e a revitalização do patrimônio, que traz valores, símbolos, histórias que podem interferir favoravelmente nas referências de vida, do mundo globalizado.
A participação da comunidade nos atos de proteção do patrimônio cultural pode ocorrer por duas formas: a primeira, pela participação da comunidade organizada nos conselhos de cultura e nos organismos que decidem os objetos material ou imaterial a serem preservados; a segunda é traduzida pela utilização de mecanismos legais, tais como a ação popular para coibir os atos políticos que ponham em riscos os valores de importância cultural definido pela coletividade. O meio ambiente, nele inserido o patrimônio cultural, é um elemento que contribui para o alcance da dignidade humana, o  Município de Ubatuba detém a condição especial de implantar de forma significativa a proteção do patrimônio, preservando a identidade cultural da população e resgatando sua dignidade humana e resguardado a identidade coletiva.

Um diálogo com a natureza
A artesã Rosely Pavan, trabalha com material reciclado e matéria prima retirada da mata, respeitando o ciclo de vida de cada espécie.
Uma busca incessante por novos materiais e novas técnicas, levou a artesã a trabalhar com jornais, palha de coqueiro, sementes e filtro de café provando que é possível fazer arte, aliando beleza e respeito ao meio ambiente.
A artesã imprime uma marca única em suas peças, e sua inspiração está na forma das cascas, sementes e palhas, assim produz gamelas, quadros e vasos exclusivos.
Rosely Pavan

Ubatuba – SP
Fone: (12) 3835-3427

Um cantinho de sabor
Para quem quer saborear pratos inusitados, vale a pena conhecer o Quiosque Cantinho da Lagoa, na Praia do Prumirim, em Ubatuba.
O quiosque pertence a família do Chef Fabio Eustáquio, que atualmente comanda a casa.
Você pode degustar o Cajutapu (Talharim de pupunha salteado em manteiga de camarão com camarões gralhados ao molho de açaí juçara), uma criação do Chef que tem agradado os clientes da casa.
Seguindo as tradições e contando com sua criatividade inata, o Chef criou a deliciosa Banana Crock (banana prata recheada com doce de leite, empanada em farinha especial acompanhada de bola de sorvete de coco com base de pé de moleque).
Banana Crock
Na casa você encontra o típico bolinho de mandioca e porções de peixes da estação. E tudo isso cercado de uma das mais belas paisagens de Ubatuba.
Cantinho da Lagoa - Quiosque da Pedra
Vereda 4, Praia do Prumirim – Ubatuba - SP

Receita da Semana
Filé de salmão com ervas
Receita caseira
Ingredientes:
330g de filé de salmão
1 colher (sopa) de suco de limão
1 maço pequeno de cheiro verde
Sal e pimenta do reino a gosto
2 colher (sopa) de farinha de trigo
1 ovo
Para o molho:
½ xícara (chá) de caldo de peixe
½ xícara (chá) de vinho branco
½ xícara (chá) de creme de leite
1 colher (sopa) de amido de milho
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina
Modo de Preparo:
1- Lave e seque os filés.
2- Corte em pedaços e borrife-os com suco de limão.
3- Limpe e lave o cheiro verde.
4- Tempere os filés com sal e pimenta-do-reino.
5- Passe os filés na farinha de trigo, depois no ovo batido e por fim no cheiro verde picado, apertando bem. Reserve.
6- Misture o caldo, o vinho e o creme de leite e leve ao fogo.
7- Deixe levantar fervura e junte o amido de milho, diluído em um pouco de água.
8- Cozinhe até que engrosse ligeiramente.
9- Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto.
10- Frite o peixe na manteiga ou margarina por cerca de 5 minutos.
11- Escorra bem em papel.
Sirva o peixe acompanhado do molho, arroz e salada.

Dicas da Semana: Para quem quer saborear uma pizza ou um calzone o Bar e Pizzaria Vila Iperoig, é o lugar ideal. O ambiente é agradável e está localizado no centro de Ubatuba.
Pizza Vovó Mafalda
Se você preferir pode usar o sistema delivery. Lá você encontra as pizzas tradicionais e outras especiais como a Vovó Mafalda(mussarela de búfala, abobrinha Itália, tomate italiano, orégano e azeitonas) e Félix Guisard (mussarela de búfala, pesto de tomate seco, manjericão e parmesão) .E os calzones Picinguaba (mussarela de búfala, palmito, manjericão e tomate pelado) ou Félix (queijo cremoso, lombo, bacon e palmito). É uma ótima opção no centro da cidade.

Pizza Félix Guisard
Vila Iperoig
Avenida Iperoig, 532 – Praia do Cruzeiro
Ubatuba – SP
(12) 3833-9855 ou 3833-9864

Show Mix

Formado por artistas da 1ª. Trupe e do GATU – Grupo Artístico e Teatral de Ubatuba, o Show Mix é um espetáculo de variedades, com atrações circenses e teatrais. Números aéreos, acrobacias, cenas de palhaços, poemas e cenas teatrais cômicas compõe seu repertório. A personagem Graça Piegas é a apresentadora do show.
Todas as quintas-feiras, às 20h00minh, no Sobradão do Porto. Vale a pena conferir!
Direção de Heyttor Barsalini e Michele Mozena.
Temporada nos meses de outubro e novembro.
Ingressos apenas - R$ 1,99 (preço único).
Agende sua escola:
F: (12) 3833 7000

Fotos da Semana: Fábio Eustáquio dos pratos e do quiosque. As demais são do amigo, Fábio Amaral. As do Bar e Pizzaria Vila Iperoig são do site da casa.  

Frases da Semana: Alma corajosa não é aquela que se dispõe a revidar o golpe recebido e sim aquela que sabe desculpar e esquecer. (Palmira Silva)
Da árvore do silêncio pende seu fruto, a paz. (Arthur Schopenhauer)

Notícia
O Centro Paula Souza abre inscrições para os cursos gratuitos de: Comércio, Hospedagem e Nutrição e Dietética. Para se inscrever acesse: www.vestibulinhoetec.com.br
Você tem até as 15h00min do dia 22 de outubro para fazer sua inscrição, não perca tempo.
Se você é empresário incentive seus colaboradores a se capacitarem, é bom para sua empresa, pessoas qualificadas desenvolvem melhor suas atividades. Pense nisso...
Para aqueles que estão desempregados, esta é uma ótima oportunidade para adquirir novos conhecimentos e voltar para o mercado de trabalho com um diferencial.
Para que os cursos sejam mantidos em nosso Município devem ser formadas novas turmas. Se queremos uma Ubatuba melhor, precisamos de pessoas capacitadas.
Maiores informações pelo telefone (12) 3832-3441

Próxima Semana:
Texto sobre Patrimônio Cultural
O artesanato apresentará peças de vários artesãos, com dicas para decorar a sua casa.
O Restaurante é um dos mais antigos de Ubatuba.
A Receita da Semana trará um prato especial a base de peixe.
E as dicas da semana serão especiais.
Mandem sugestões...
Cada um na sua área por uma Ubatuba melhor.












terça-feira, 28 de setembro de 2010

O papel da qualidade
Em se tratando de serviços, deve-se levar em consideração algumas diferenças fundamentais, tais como: serviços intangíveis, serviços não podem ser armazenados, serviços não podem ser inspecionados, serviços não têm tempo médio de vida, serviços envolvem relacionamentos entre pessoas. A qualidade de serviços é subjetiva e não objetiva.
Da mesma forma, não se pode falar em serviços, sem se falar em clientes, pois,toda organização tem clientes internos e externos. E, como o cliente é, fundamentalmente, o ponto mais importante do negócio, a qualidade, em seu atendimento, é relevante para os destinos da organização. Um planejamento adequado, a disseminação completa da informação, o treinamento de todo e qualquer empregado envolvido no processo de bom atendimento podem ser driblados, derrotados por um simples atendimento inadequado da telefonista, por exemplo. A atenção e o cuidado no atendimento são fatores importantíssimos. A empresa deve se precaver, principalmente no que diz respeito ao atendimento de seus clientes que tem reflexos diretos na qualidade. Entretanto, o que pode ser um serviço de boa qualidade para um cliente pode ser considerado como um serviço de má qualidade por outro.
Existem, também, organizações que, em suas atividades, contemplam os dois elementos fundamentais, serviço e produto e em muitas vezes, misturam-se, como é o caso dos restaurantes, os quais devem observar os elementos que os compõem. A empresa que mantém seus clientes felizes é virtualmente imbatível. Seus clientes são mais leais. Eles compram mais, com mais freqüência. Eles estão dispostos a pagar um pouco mais por produto da empresa e a permanecer vinculado a ela através de períodos difíceis, dando-lhe tempo para adaptar-se às mudanças. O cliente satisfeito retorna e divulga a empresa aos amigos, familiares. Os clientes insatisfeitos, descontentes, divulgam o fato a tantas quantas pessoas encontrar. Logo, a disseminação na referência negativa alcança maior número de pessoas, influindo negativamente nos resultados empresariais.
E, para que a qualidade seja praticada e aplicada, é preciso estar atento a todos os fatores que se interpõem ao meio mercantil. Buscar a melhoria contínua, o aperfeiçoamento contínuo é fundamental, é palavra de ordem. Conhecer o pensamento do cliente é o ponto de partida. A moderna gestão da qualidade é mais voltada para a prevenção de erros do que para sua identificação depois da ocorrência. Atualmente, a comunidade empresarial demonstra um amplo interesse em melhorar a qualidade e competitividade.
O serviço ao cliente deve ser um relacionamento, e não uma transação comercial, só se recebe ensinamentos úteis de seus clientes se eles sentirem da sua parte um real interesse em criar uma parceria. Todo e qualquer problema ocorrido com um cliente é uma oportunidade de aprender coisas importantes, é uma oportunidade também de iniciar um relacionamento: afinal o melhor serviço que se pode prestar ao cliente é resolver o problema dele, com rapidez e eficiência.
Ouvir os clientes pode ser muito difícil, porque os valores e as idéias que eles mencionam são muitas vezes coisas que os profissionais nunca consideram. É muito mais cômodo ater-se a números e estatística. É muito mais fácil perguntar aos clientes apenas o que se entende como importante, sem levar em consideração o que dizem nem observar seu comportamento. Praticamente, não existe um processo contínuo e sistemático válido para medir a satisfação do cliente. O resultado disso é uma defasagem entre o que os clientes esperam e o que a gerência supõe que eles esperam. A única maneira de saber, com certeza, como a empresa é vista pelos clientes é perguntando diretamente e avaliando seus níveis de satisfação e percepções, mesmo que isso permita aflorar alguns pontos que devam ser repensados, revistos.

Reciclando arte
Exemplo de aprimoramento, a artesã Maria de Lourdes de Oliveira, vem ao longo dos anos realizando experiências na busca pela melhoria da qualidade de seu trabalho.
De papel de fibra de bananeira a flores tecidas com jornal, a artesão busca na natureza sua inspiração, resultando no equilíbrio visual de suas peças.
No mundo globalizado onde o princípio da sustentabilidade ambiental está em voga, a artesã apresenta peças feitas com jornal e com fibra de bananeira, onde aproveita o material que habitualmente seria dispensado. O resultado é um presente para os olhos e um convite ao bem-estar.
Suas peças dão a exata noção do uso equilibrado que o “Homem” pode fazer da natureza.
Maria de Lourdes de Oliveira
Fone: (12) 3833-6830
Ubatuba - SP

Sabores Inesquecíveis
Se você busca sabor e cremosidade venha experimentar as delícias da Gelateria Pistache. Os sorvetes seguem a tradicional receita do “gelato” italiano.
A gelateria criou deliciosos e tentadores sorvetes, que são feitos com produtos especiais.
Além dos deliciosos sorvetes em creme você encontra os tradicionais sorvetes no palito, que são inconfundíveis. As taças e as sobremesas como o petit gâteau são outras maravilhas a serem degustadas.
A Gelateria tem sabores especiais como o sorvete de gengibre que se transformou em um sorvete requintado para agradar a diferentes paladares, e que combinado com o sorvete de chocolate surpreende aos mais exigentes. Outra delícia é o sorvete de figo com nozes.
Gelateria Pistache
Endereço: Avenida Iperoig, 1
Centro – Ubatuba
Fone: (12) 3836-1335

Receita da Semana: Um doce de dar água na boca.
Strudel de Banana
Ingredientes:
500 gr de massa folhada
1kg e ½ de banana nanica madura
1 xíc. de açúcar cristal
1 colher (sopa) de canela
150gr de uva passa branca
30 ml de rum
100 ml de água
1 gema
100 gr de açúcar de confeiteiro
½ limão
Modo de preparo:
Hidrate as uvas passas com água e rum por 5 minutos em fogo baixo.
Corte a banana em pequenos pedaços, misture com as passas, o açúcar a canela e o limão.
Abra a massa, disponha o recheio em um dos lados, enrole, pincele com a gema e faça pequenos cortes na diagonal.
Asse em forno médio (180º) por aproximadamente 30 minutos ou até que fique dourada.
Deixe esfriar um pouco, polvilhe o açúcar de confeiteiro e sirva com uma bola de sorvete de creme.
Rendimento: 10 pedaços
Ellen Pão de Queijo – Doceria e Café
Rua Guarani, 830 - Itaguá – Ubatuba – SP
Fone: (12) 3832-3040

Dica da semana: Se você quer curtir a noite de Ubatuba e ouvir boa música, o Blues on the Rocks é o lugar ideal. A dica é chegar cedo porque depois das 23:00 horas, tem fila de espera. E se você gosta de comemorar seu aniversário com os amigos, então aproveita e reserva uma mesa.







Blues on the Rocks
Endereço: Avenida Chico Santos, 17
Itaguá - Ubatuba - SP







Fotos da Semana: Fernanda Martins, Lourdes de Oliveira e do meu arquivo pessoal
Frase da semana: "O valor das coisas não esta no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que elas acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis". (Fernando Pessoa)
"Tão bom morrer de amor e continuar vivendo". (Mário Quintana)
Comentário: Como a valoração das praias gerou duvidas, estarei montando uma valoração completa das praias de Ubatuba. Esse material estará disponível num site que estamos criando. Aguardem mais essa novidade.

Próxima Semana:
O texto será sobre cultura caiçara.
A culinária é surpreendente, aguardem!
O artesanato terá flores de palha de coqueiro, gamelas e vasos revestidos.
A receita da semana será caseira, mais muito saborosa.
Mandem comentários. Obrigada a todos. Uma semana de sucesso e muita luz.
Cada um na sua área por uma Ubatuba melhor
Desenho do Carlos Henrique



domingo, 12 de setembro de 2010

Hotel  Boutique: a mais nova tendência da hotelaria moderna
Ao longo dos últimos anos a hotelaria precisou se reorganizar, para atender as exigências do mercado. Com o aumento do fluxo de turistas estrangeiros no país, e a emissão de turistas brasileiros para o exterior provocou-se a alteração no perfil da demanda hoteleira e conseqüentemente das necessidades dos clientes em relação à hotelaria. A heterogeneidade e a turbulência do mercado estão conduzindo os modos de gestão da nova indústria hoteleira que precisa investir com freqüência na modernização de suas instalações e na manutenção de sua infra-estrutura como formas de manter ou expandir a participação no mercado.
A hotelaria contemporânea pede ambientes limpos arejados e despoluídos, evitando excesso de informação e de objetos sem função. As redefinições fundamentais dos equipamentos e a decoração dos interiores devem ser renovadas entre três e sete anos. Estima-se que a cada 10 anos o empreendimento tenha de ser remodelado em 50% para se reposicionar no mercado. Diante dessa nova realidade de mercado surge uma nova tipologia, o Hotel Boutique, que são empreendimentos hoteleiros de pequena dimensão e serviços personalizados. Normalmente apresenta instalações sofisticadas primando pelo bom gosto.
Historicamente pode-se observar a gradativa aceleração das mudanças na hotelaria brasileira ao longo dos anos. O segmento interage com o seu ambiente, sofre as influências da dinâmica do mesmo e desenvolve ajustes para adaptar-se a novas condições. A evolução da abertura comercial, aliada à realidade nacional vem modificando a forma de concorrência, bem como os padrões de competitividade, de forma especial à relação hóspede-hotel. Trata-se do caso estudado em que nestes hotéis o cliente é recebido por um funcionário e convidado a degustar uma taça de champanhe enquanto faz o check-in, característica essencial em empresas prestadoras de serviços: o foco nas expectativas dos clientes que se quer atrair e reter. Os apartamentos são preparados e atendem a todas as necessidades de conforto e tecnologia de ponta. Também é possível receber massagem e outras terapias, além de optar por serviços de manicure e cabeleireiro no próprio apartamento. Independente do hotel, esse tipo de serviço, apesar de demandar investimentos de implantação, logo se paga, pois os preços são diluídos nas diárias.
Os hotéis-boutique têm na sofisticação e exclusividade do serviço seu diferencial e as grandes redes transformaram alguns apartamentos e até andares inteiros em suítes especiais para hóspede vip. A palavra de ordem passa a ser a diferenciação. A percepção do cliente representa mercadoria de grande utilidade. O cliente está no poder. Ele tem todas as informações e pode comparar com os concorrentes locais, regionais e globais. A diferenciação passou a ser essencial e chegou a um nível de detalhes inimaginável. Tudo é pensado para agradar a cada hóspede. A ordem é personalização do serviço e para isso o hotel dispõe-se a um serviço eficiente, rápido, com qualidade e ao mesmo tempo tem que conhecer as necessidades de cada hóspede, sem generalizar. A batalha pela fidelização do cliente começa no momento da reserva. O primeiro passo é entender o perfil do hóspede para oferecer atendimento personalizado.
O Hotel Boutique é a mais nova tendência da hotelaria moderna. Esse modelo tem como diferencial o projeto que visa especialmente garantir bem estar ao cliente, atendendo as suas expectativas, oferecendo requinte e conforto, aliados a modernas facilidades tecnológicas que garantem um ambiente aconchegante e funcional. O conceito original de Hotel Boutique era de um estabelecimento com uma média de 20 UH’s e com total conforto e arquitetura moderna, no entanto, atualmente as grandes redes nacionais e internacionais estão adequando andares inteiros a essa nova tendência, e apostando no segmento de hotéis-boutique. Um novo segmento são os hotéis boutique de regiões privilegiadas com incomparável beleza natural que aliam a tecnologia e a sofisticação ao conforto, a prática de atividades esportivas, o descanso, charme do lugar, requinte e alta gastronomia.
Manter-se no mercado dinâmico atual, é uma tarefa difícil. Existem varias tendência na indústria hoteleira, os resorts, os hotéis econômicos e os hotéis boutique, cada qual no seu nicho de mercado. Os antigos hotéis estão obsoletos e em desacordo com os novos conceitos da hotelaria moderna e estão sendo reconstruídos para oferecer mais conforto e cumprir as exigências do mercado. No entanto, todos devem preocupar-se com a sustentabilidade de seu empreendimento, não é suficiente seguir a tendência, é necessário um diferencial para manter-se vivo e atuante neste mercado que está em constante mudança.
Os hoteleiros começam a compreender que não basta reajustar o contexto interno. É preciso ir além das fronteiras do hotel para entender o atual cenário. Hotel Boutique é a categoria que melhor retrata a nova tendência da hotelaria na atualidade, e vem ganhando cada vez mais espaço, chegando, em muitos casos, a gerar o dobro do retorno financeiro obtido pelas marcas estabelecidas há mais tempo. A gestão baseada em serviços enxerga a relação com os clientes sustentados em diferentes pressupostos, embora o conceito venha sofrendo mudanças na mesma velocidade que a atividade hoteleira se desenvolve.


Bananeira chique – a fibra da bananeira virou mania
As pessoas ficam encantadas quando vêm as possibilidades da fibra da bananeira na confecção de objetos de decoração e acessórios.

A fibra de bananeira é produzida a partir das bainhas foliares extraídas do pseudocaule da bananeira, que equivale a seu tronco. O pseudocaule da bananeira é 100% aproveitado, com ele se produz a fibra de diferentes tipos, o fio e o papel.

A criatividade da artesã é que define as várias possibilidades de utilização da fibra, inúmeros são os objetos que podem ser confeccionados com essa técnica.

A artesã Neusa dos Santos produz pufes de pet revestido com fibra de bananeira, acessórios como brincos, cintos e carteiras, e ainda reveste vasos e caixas.
Neusa dos Santos
Ubatuba - SP

Ellen Pão de Queijo
A Ellen Pão de Queijo é uma empresa reconhecida que faz sua história pela qualidade de seus produtos e do seu atendimento.
Bolo de Chocolate
O mix de produtos é outro aspecto que merece destaque, você encontra bolos e tortas, salgados e docinhos, além de lanches, sucos,  café e o irresistível pão de queijo.
Empadinhas Especiais
A empresa prima pelos seus princípios e respeito ao consumidor, garantindo seu sucesso no mercado.
Torta de limão
Se você vai fazer uma festa, é só marcar o dia e a hora e fazer sua encomenda na Ellen Pão de Queijo, é sucesso garantido.
Ellen Pão de Queijo – Doceria e Café
Rua Guarani, 830 - Itaguá – Ubatuba – SP
Fone: (12) 3832-3040
Praia da Caçandoquinha
A praia é pequena, tem areia mais fofa na parte superior. Com baixa freqüência de turistas, que na sua maioria é de São Paulo e do Vale do Paraíba.
Como chegar: A Praia da Caçandoquinha está localizada ao sul do município, a 40 km do centro de Ubatuba. Do centro de Ubatuba segue-se pela Rodovia BR 101, sentido a cidade de Caraguatatuba, logo após a ponte do bairro da Maranduba vira-se a esquerda e segue-se por estrada de terra, com muitas ondulações, e terreno irregular, que leva a praia da Caçandoca. Segue-se por uma trilha até a praia da Caçandoquinha
Dicas: Praia apropriada para o lazer e prática de esportes na areia. Seguindo pela trilha chega-se a Praia do Saco das Bananas. Vale mencionar que a trilha exige preparo físico e dicas dos moradores locais. A paisagem é uma das mais belas de Ubatuba, é obrigatório levar câmera para fotografar e filmar as belezas da região.
Infra-estrutura: Não há infra-estrutura na Praia da Caçandoquinha.
Valor Paisagístico: O valor paisagístico é bom.
O Valor turistico é  1,2 determinam os atrativos que possuem razoável qualidade e poderão ser aproveitado para a exploração turística, caso se proceda a uma avaliação e possível correção dos fatores que contribuíram para sua classificação.
Vista da estrada da Almada

Receita da Semana:
Filé de Abadejo à Otavio
(Receita do Restaurante Jangada)
Ingredientes:
300 gr de farinha de mandioca
200 gr de creme de leite
150 gr de polpa de Juçara
100 gr de brócolis
3 xícaras de arroz já cozido
½ xícara de salsinha
2 colheres de azeite de oliva virgem
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 colher de manteiga
1 colher de chá de alho ralado
3 bananas
2 files de abadejo de aproximadamente 200 gr
1cebola ralada
1 ovo
Modo de preparar:
1 - Tempere e grelhe os filés de abadejo.
2 - Corte as bananas em rodelas grossas e frite. Reserve.
3 - Em uma frigideira doure a manteiga e acrescente a cebola, o ovo, a farinha de mandioca e as bananas previamente fritas e, por último, a salsinha fresca, mexendo sempre.
4 - Coloque o azeite em outra panela com uma colher de chá de alho ralado, a polpa de Juçara e o creme de leite. Engrosse com farinha de trigo.
5 - Pique o brócolis bem fininho e refogue no azeite. Misture o arroz.
6 - Coloque o arroz em uma forma ou refratário, acrescente o creme de Jussara e o filé.
Dica da Clau: Utilize a banana terra para fazer a farofa, que pode acompanhar outros pratos a base de peixe, carne ou aves.
Restaurante Jangada
Rodovia Rio-Santos, Km13 - Praia da Almada
Ubatuba - SP
Fone: (12) 9715-5751
Dica da Semana: Um ambiente diferenciado está à sua disposição para encontros, eventos, festas e comemorações. O Restaurante Caju está inovando com a organização de eventos. No último sábado (11/09) realizou um almoço para Executivos do Hotel Sofitel - Rio de Janeiro. Você empresário que deseja ofertar para seus clientes especiais ou para seus colaboradores um momento de lazer e descontração aliado a qualidade de produtos e serviços, reserve já uma data para esse encontro. Venha fazer seu evento no Restaurante Caju.
Executivos do Hotel Sofitel - Rio de Janeiro
Restaurante Caju
Endereço: Estrada da Almada, 129
Praia da Almada - Ubatuba - SP
Fone: (12) 8122-0044

 Fotos da Semana: Fotos das praias arquivo de Fernanda Martins e meu. Fotos da Ellen Pão de Queijo do site(http://www.ubatuba.com.br/ellen/cafes.htm). A foto da receita “Filé de Abadejo à Otávio” é do Restaurante Jangada. A foto do Restaurante Caju é do Zé Roberto. A última foto é do  Fábio Amaral


Frase da Semana: Depois de algum tempo você aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. (William Shakespeare)

Próxima Semana:
O papel da qualidade na atividade turística
O artesanato terá flores de palha de coqueiro, gamelas e vasos revestidos
A dica gastronômica será deliciosa
A receita será um doce de dar água na boca.
A praia valorada será a escolhida na enquete da semana
Mandem comentários. Obrigada a todos. Uma semana de conquistas e realizações.
Cada um na sua área por uma Ubatuba melhor













segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Turismo – vilão ou mocinho?
Segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT, 2001): o turismo é um fenômeno social, que compreende as atividades realizadas pelas pessoas durante suas viagens e estadas em lugares diferentes de seu entorno habitual por um período consecutivo inferior a um ano com a finalidade de lazer, negócios ou outros. O turismo se tornou uma forma particular do uso do tempo livre, que é o tempo utilizado para aproveitar o ócio, ou seja, o tempo dedicado ao espairecimento, à distração ou ao entretenimento, e que deve atender as necessidades correspondentes ás novas exigências da qualidade de vida.
Devido ao deterioramento da qualidade de vida nos grandes centros urbanos, as regiões de grande oferta de recursos naturais, tornam-se atrativos. A busca pela qualidade de vida não se restringe aos turistas, a comunidade receptora deve ser conscientizada e sensibilizada, e ter garantido o mínimo de bem-estar. A qualidade de vida dos cidadãos deve alcançar níveis desejáveis em todos os campos: físico, biológico, cultural, social e psíquico, é esse o ponto. A não participação da comunidade receptora e a falta de envolvimento com a atividade turística podem ocasionar um grande conflito, prejudicando sensivelmente o planejamento turístico e impactando negativamente no modo de vida da comunidade local
O turismo quando adequadamente planejado é o propulsor de desenvolvimento para um município, mas traz a luz da reflexão, os aspectos negativos causados pela evolução desta atividade. Os impactos do turismo sobre o meio ambiente, o patrimônio cultural, natural e a comunidade local, bem como, suas conseqüências mudam constantemente, devido ao dinamismo da atividade turística. O impacto gerado pelo turismo depende tanto do volume de turistas quanto de algumas características do perfil desses visitantes, e ainda, do planejamento da atividade turística. A intensidade dos impactos apresenta-se em diferentes níveis, e podem em alguns casos, serem irrelevantes e em outros comprometerem as condições de vida ou a atratividade das localidades turísticas.
O turismo pode ser o “mocinho”, quando há políticas públicas que visem o desenvolvimento turístico equilibrado, evitando que o turismo destrua as bases que o fazem existir. Em contrapartida, em municípios onde o turismo é praticado desordenadamente, a atividade turística é percebida pela comunidade local negativamente, tornando-o “vilão”.
A atividade turística pode proporcionar desenvolvimento para um município, assim como pode causar um impacto extremamente negativo, o importante é desenvolver a atividade turística de forma responsável, com equilíbrio e planejamento. Manter espaços preservados e/ou conservados pode ser uma estratégia utilizada para atrair turistas mais conscientes a cidade. Um dos principais problemas da ausência de planejamento em localidades turísticas reside no crescimento descontrolado, que pode levar à descaracterização e à perda da originalidade das destinações que motiva o fluxo dos turistas, bem como, o empreendimento de ações isoladas, esporádicas e eleitoreiras desvinculadas de uma visão ampla do fenômeno turístico. Apenas um planejamento de longo prazo, determinará medidas quantitativas e qualitativas que conduzirão a um produto turístico, que interessará tanto à população residente como aos turistas.

Tramas de sucesso
As técnicas de tecelagem e crochê estão na família da Graça, como é carinhosamente chamada, há muito tempo e foi aprendido pela artesã com sua mãe. Com essas técnicas faz tapetinhos de crochê com a emenda aparente, que é a cara da cultura caiçara, alem das colchas da vovó, quem nunca teve uma colcha de retalhos feita pela vovó? É uma verdadeira viagem no tempo...
Os jogos americanos são feitos no tear e tecidos com fios de algodão e fibra de bananeira. A fibra utilizada é retirada das bananeiras cultivadas no quintal de sua casa. A artesã preocupada com o meio ambiente, elabora peças lindas com jornais e revistas, que vão transformar sua casa.
Tecidos, jornais, fibras naturais são as principais matérias-prima da artesã, que confecciona peças que cativam e convidam ao bem estar.

Restaurante Todas as Luas
O Restaurante Todas as Luas fica numa simpática pousada, e ambiente é simples e agradável.
Se você quer fugir da rotina o lugar é ideal, a natureza invade o restaurante, recheado pelo exotismo da Mata Atlântica.
O cardápio é compostos por ingredientes da terra e do mar, como o Peixe ao molho de limão e o Camarão com manga, sabor aliado a qualidade e saúde.
Os pratos são elaborados de forma equilibrada e com combinações saudáveis, para quem procura uma alimentação balanceada sem perder o prazer da boa mesa.
Rua "C",  nº 115 - Condominio Itamambuca
Fone: (12) 3845-3129

Praia do Pereque-Açu
Praia com areia compacta e escura é uma das praias mais freqüentadas por turistas de um dia, os chamados excursionistas.
Como chegar: A Praia do Pereque-Açu está localizada na região central do Município. Seu acesso é feito pela Rodovia BR-101 ou pela orla.
Dicas: A praia é utilizada por moradores e turistas para banho, prática de pesca e de surf. A praia está próxima do centro do município, onde se encontra muitos atrativos e serviços turísticos.
Infra-estrutura: Há estrutura e serviços turísticos como: bares e quiosques, camping e pousadas. A sinalização é adequada, e a praia conta com estacionamento, lixeiras e sanitários, telefones públicos, um posto de salva-vidas e um Terminal Turístico para ônibus de excursão.
Valor Paisagístico: A paisagem natural é regular. As construções, mesmo seguindo as normas estabelecidas por Lei, comprometem a beleza natural da praia. O rio apresenta sinais de poluição, a mata nativa já não está mais presente na praia, e há pouco nas proximidades do rio.
O Valor Turístico é 1,2 que determina atrativos que possuem razoável qualidade e poderão ser aproveitados para a exploração turística, caso se proceda a uma avaliação e possível correção dos fatores que contribuíram para sua classificação.

Receita da Semana
Bacalhau regado com azeite a moda do chef
(Receita do Zé Roberto do Restaurante Caju)
Ingredientes:
600 g de bacalhau de boa qualidade
1 alho-poro
½ cebola pequena
4 batatas
1 alho picado a gosto
100g de azeitonas pretas sem caroços
Azeite extra-virgem (aproximadamente 2 xícaras)
Modo de preparo:Na véspera, deixe o bacalhau dessalgando na geladeira. (veja dica). Leve o bacalhau, cortado em postas, junto com as batatas cortadas em fatias grossas, para ferver por 3 a 5 minutos. Numa travessa retangular, coloque o bacalhau sobre o alho poro cortado em rodelas, as batatas pré-cozidas e cubra com a cebola picada, o alho e as azeitonas pretas.
Regue com 2 xícara (chá) de azeite. Leve ao forno médio, coberto com papel-alumínio por 40 minutos. Regue de vez em quando com o azeite. Sirva com arroz branco.
Dica do chef: a qualidade do bacalhau e do azeite influenciará diretamente no sabor do prato.
Como dessalgar o bacalhau: Veja como é simples dessalgar e aproveitar o melhor do peixe, fazendo ele render e ficar com um sabor excepcional:
1. Depois de cortar o bacalhau em postas, coloque-o submerso dentro de um vasilhame sob um fio d'água por uns 10 minutos;
2. Coloque o vasilhame com o bacalhau coberto de água dentro da geladeira;
3. Dessalgue o bacalhau dentro da geladeira, pois assim ele irá ficar tenro e consistente. Na água gelada o bacalhau não irá exalar cheiro algum. Se dessalgado fora da geladeira, o bacalhau vai exalar forte cheiro, podendo pré-cozinhar e até estragar, principalmente nos dias mais quentes;
4. O tempo médio para dessalgar postas normais é de 24 horas.

Dica da semana:
Atenção! No Restaurante Caju além do cardápio fixo, há pratos especiais elaborados especialmente para você. O proprietário Zé Roberto elabora sugestões de acordo com os ingredientes disponíveis, quando vai às compras e encontra ingredientes especiais e fresquinhos, cria pratos especiais. Quem vai ao Restaurante pode ser surpreendido com muitas delícias, como o “Bacalhau regado com azeite a moda do chef”. Vale a pena conferir.

Fotos da Semana: A foto do prato é do site da Pousada Todas as Luas, as demais são do meu arquivo pessoal e da minha amiga Fernanda Martins.

Frase da Semana: Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança... (William Shakespeare)

Próxima semana

A matéria sobre Hotel Boutique – um novo segmento
Artesanato com fibras e muita criatividade
A dica gastronômica será surpresa
A receita é o magnífico “Filé de Abadejo à Otávio” do Restaurante Jangada
A praia valorada será a escolhida na enquete da semana
Mandem comentários. Obrigada a todos. Uma semana de conquistas e realizações.
Cada um na sua área por uma Ubatuba melhor.



















quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Planejamento Urbano
É importante entender a cidade, como um meio ambiente em constante transformação, e que realiza trocas com o meio ambiente natural. A valorização do aspecto humano e o entendimento de cidade como espaço de prática da cidadania e convívio social, significa adotar uma regulamentação do espaço urbano que garanta a qualidade de vida e permita a transformação contínua da cidade. A reforma urbana é, sobretudo a adequação das cidades para que internamente passem a promover a justiça social, possibilitando aos seus habitantes: habitação, trabalho, recreação, circulação e uma vida humana digna. Estas medidas geram economias externas, promovem mudanças sociais capazes de transformar “crescimento” em “desenvolvimento”, de forma sustentável.
O planejamento urbano é o processo de idealização, criação e desenvolvimento de soluções que visam melhorar ou revitalizar certos aspectos dentro de uma determinada área urbana ou do planejamento de uma nova área urbana em uma determinada região, tendo como objetivo principal proporcionar aos habitantes uma melhoria na qualidade de vida. O planejamento urbano, lida basicamente com os processos de produção, estruturação e apropriação do espaço urbano. A interpretação destes processos, assim como o grau de alteração de seu encadeamento, varia de acordo com a posição a ser tomada no processo de planejamento e principalmente com o poder de atuação do órgão planejador.
Qualquer plano ou projeto que vise o planejamento territorial deve ser implementado de forma gradativa e em longo prazo, devendo ser desenvolvido em bases apartidárias, cabe ao Poder Público Municipal, estabelecer políticas públicas que permitam preservar a extraordinária beleza natural e a significativa biodiversidade da região, além de tomar medidas que beneficiem o desenvolvimento sustentável.
O Estatuto da Cidade é um marco no que tange o ordenamento territorial dentro do sistema jurídico brasileiro, abriga diretrizes inovadoras como a gestão participativa e democrática, a garantia do direito a cidade sustentável, integração entre atividades urbanas e rurais, contribuindo para o desenvolvimento sócio-econômico e preservando o meio ambiente, entre outros.
É ilusão imaginar que a configuração de uma cidade se dá de forma aleatória, na realidade existem interesses e estratégias de construção do espaço urbano, que muitas vezes tem interesses urbanísticos, com implicações econômicas, financeiras e políticas. A cidade pode ser descrita como um espaço construído dentro de um processo de ocupação espacial e apropriação de seus recursos naturais, bem como da reprodução do organismo social dos moradores que ao intervir no espaço urbano, busca adaptá-lo a suas características e necessidades. Nesse processo há integração com ações complexas de urbanização, industrialização, crescimento demográfico, tecnologia, segregação, violência, etc.
Atualmente há a necessidade de se ordenar adequadamente o espaço urbano, além dos padrões usuais que influenciam na ocupação/expansão do espaço, o que torna imprescindível o planejamento urbano. Há uma nova perspectiva de ocupação do espaço urbano: o da cidade sustentável.
Ubatuba, assim como as outras cidades do Litoral Norte do Estado de São Paulo, está entre a área costeira e a Mata Atlântica. Esse aspecto demonstra a importância de se realizar um planejamento urbano visando à ocupação ordenada do espaço litorâneo, e a preservação e conservação do patrimônio ambiental, promovendo o desenvolvimento sustentável, que atenda as necessidades socioeconômicas da população residente.

A cultura retratada no trançado da palha
A artesã Cida Cruz retrata em suas peças o que aprendeu com sua avó, revitalizando a cultura caiçara, através de seu trabalho.
Preocupada com a sustentabilidade ambiental, a artesã recolhe da mata as sementes, folhas e fibras com o cuidado de respeitar o ciclo de cada planta, que lhe oferece matéria-prima para a confecção de suas peças.
Através da palha e fibra de palmeira; sementes variadas, folhas secas e sisal a artesã produz arranjos de flores, vasos e baús revestidos de fibra triturada, garrafas recicladas e decoradas com fibra e sementes, porta-retrato revestidos com palha, móbiles, brincos e chaveiros, imãs de geladeira e lustres de palha, entre outros.
Cida Cruz
(12) 3832-3702
 
Pratos inovadores
O Restaurante Jangada está localizado na exuberante Praia da Almada, e apresenta um cardápio inovador.
Almada é uma pitoresca praia que abriga uma charmosa vila de pescadores, o Restaurante Jangada se integra a esse cenário e apresenta pratos saborosos como o Filé de Abadejo à Otávio.
Outros pratos que se destacam no restaurante são: “camarão com palmito a moda da casa” e o “camarão com pequi”. O restaurante também apresenta bebidas variadas, dentre as quais merece destaque as caipirinhas, que apresentam misturas inusitadas.
Camarão com Pequi
O restaurante está envolto a uma atmosfera descontraída e agradável. Aliando sabor e simplicidade, você pode degustar pratos inovadores e desfrutar das belezas da praia da Almada.
Camarão com palmito a moda da casa
Restaurante Jangada
Rodovia Rio - Santos Km13, Praia da Almada
Fone: (12) 9715-5751

Praia da Lagoinha

Tem aproximadamente 3 quilômetros de extensão. Sua areia é fina e compacta,. A praia é freqüentada por moradores e turistas. Através das trilhas que partem da Lagoinha, acessa-se outras praias de grande beleza como Bonete e Grande do Bonete.
Como chegar: A Praia da Lagoinha está localizada ao sul do município, a 24 km do centro de Ubatuba. Seu acesso é feito pela Rodovia SP 55,
Dicas: A praia tem águas calmas indicada para banho e pratica de esportes náuticos. O atrativo turístico mais próximos são as ruínas da Lagoinha.
Infra-estrutura: Há estrutura e serviços turísticos como: bar e quiosques. A sinalização é adequada, e a praia conta com lixeiras e sanitários. No bairro há meios de hospedagem (pousadas, hotéis e chalés) e restaurantes. No bairro da Maranduba, que é bem próxima há um pequeno centro comercial, que oferece caixas eletrônicos, postos de combustível, restaurantes, meios de hospedagem, farmácias entre outros.
Valor Paisagístico: A paisagem natural está comprometida pela paisagem artificial, os empreendimentos existentes poluem a beleza natural. O lado esquerdo da praia, olhando para o mar, tem um pequeno rio, e a mata está parcialmente preservada. Mesmo assim pode-se dizer que o valor paisagístico é bom.

Fettuccine ao molho de mariscos e camarões

Ingredientes:
500 g de mexilhões
1 cebola pequena
½ xícara de vinho branco seco
125 g de vieiras
250 g de camarões crus
1 dente de alho
125 g de cogumelos frescos
1 pimenta fresca pequena
½ maço de salsinha
30 ml de azeite de oliva
sal e pimenta-do-reino a gosto
500 g de fettuccine
Preparo do molho de mexilhões: Limpe os mexilhões e abafe-os com meia cebola e o vinho. Retire-os das conchas, reservando 8 ou 10 nas conchas para guarnecer. Retire o anel dos mariscos.
Coe o caldo do cozimento. Reserve o líquido.
Retire a membrana em forma de meia lua da lateral de cada vieira e corte-a em 2 ou 3 fatias horizontais. Descasque os camarões. Pique a cebola e o alho. Limpe e fatie os cogumelos. Tire as sementes e pique a pimenta. Pique a salsinha
Molho e massa: Aqueça o azeite na panela junte a cebola e refogue por 1 a 2 minutos, até que fique macia. Adicione os cogumelos, o alho e a pimenta. Tempere com sal e pimenta-do-reino e cozinhe de 2 a 3 minutos, mexendo vez ou outra, até a umidade evaporar.
Adicione o caldo do cozimento dos mariscos coado e ferva de 5 a 7 minutos até o liquido ficar reduzido a cerca de 1 xícara de chá.
Enquanto isso cozinhe a massa. Escorra enxágüe em água fria e passe para uma terrina aquecida e mantenha quente.
Adicione os camarões e as vieiras ao caldo de mariscos. Mexa bem e cozinhe de 2 a 3 minutos, até os camarões começarem a ficar rosados e as vieiras opacas.
Misture os mariscos com concha aos sem concha para reaquecer. Tire o molho do fogo e tempere a gosto. Acresce a massa ao molho, salpique a salsinha picada e mesa delicadamente. Sirva a seguir
Rendimento: 2 porções
Dica da semana:
Aproveitem e dêem aquela espiadela no blog http://www.contosencontrosesonhos.blogspot.com/
Nele mostro o lado romântico da vida. A trilogia: “A procura”, “A espera” e “O encontro”, serão postados daqui algum tempo. Na próxima semana estarei postando “O desejo” um conto romântico. Imperdível!!! Está semana “A praia”.
Fotos da Semana
As da artesã Cida Cruz são do meu arquivo pessoal. As da praia da Lagoinha são do amigo e fotógrafo Fábio Amaral. As fotos do Restaurante Jangada são Senhor Welington.
Frase da Semana
"O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem".
Antoine de Saint-Exupéry

Próxima Semana
A matéria será: Turismo - vilão ou mocinho?
O artesanato tem retalhos e fibras
O restaurante fica numa pousada lindíssima
A receita será do Restaurante Caju
A praia será a escolhida na votação da semana
E teremos novidades na próxima semana. Aguardem!
Mandem comentários. Obrigada a todos. Uma semana de conquistas e realizações.
Cada um na sua área, por uma Ubatuba melhor.